Transferência de valor entre gerações

A palavra determinante em empresa familiar não é família, é empresa

A AEP integrou como prioridade da sua agenda a sucessão nas empresas familiares, tendo iniciado em 2010 um estudo aprofundado sobre esta temática, com resultados concretizados em 2012 na publicação “O Livro Branco da Sucessão Empresarial”, oportunamente divulgado no Congresso Europeu da Sucessão Empresarial. Deste trabalho resultou um diagnóstico muito concreto sobre a problemática em Portugal, bem como pistas para ações futuras. É esse o trabalho que pretendemos assumir, de continuidade e perfeitamente sustentado, com o projeto “Laboratório da Sucessão Empresarial”.

Facilmente se compreende esta aposta se tivermos em consideração que elas são a forma empresarial predominante nas atuais economias de mercado, e o seu sucesso e continuidade vitais para o desenvolvimento da economia e da sociedade. Ao facilitar o processo de transferência de valor entre gerações, percebe-se que se está a contribuir para a construção de um tecido empresarial mais dinâmico e robusto, inserido na economia do país de forma mais competitiva, coesa e socialmente justa.



Como Funciona
Image
Sucessão nas empresas
Embora não exista uma definição universal do que é a sucessão, a mais usada pelos investigadores tem sido a proposta por Beckhard e Dyer (1983):
“A passagem do bastão da liderança do fundador-proprietário para o sucessor que será um membro familiar ou um membro não familiar; isto é, um gestor profissional.”
Image
Empresas Familiares
Uma definição muito adotada é “Aquelas aquelas em que uma família detém o controlo, em termos de nomear a gestão, e alguns dos seus membros participam e trabalham na empresa”.
Muitos dos autores definem que uma empresa só se torna verdadeiramente familiar quando consegue transferir o poder para a segunda geração.
Image
Modelo dos 3 círculos
Modelo conceptual dos três tipos de relação que se intersetam numa empresa familiar: capital/propriedade, empresa e família.
Estas três dimensões são úteis para identificar as fontes de conflito interpessoal, os dilemas, as prioridades e as fronteiras da família.
Back to Top